Sábado, na balada.

“E passou o menino mais lindo
Tomei coragem e comecei a falar
Nossa, nossa!
Assim você me mata… DE DESGOSTO, DE NOJO, DE AAAARGH, VAI DEPILAR ESSE PEITO, TIRAR ESSA GOLA V, TROCAR ESSA REGATA…”  ♫

Mais um texto que poderia entrar pra série Diário de desgostos. Não que esse assunto já não tenha sido abordado, e não que meu sábado na balada tenha sido um completo desgosto. Mas como nem tudo é perfeito…

Eu sou o tipo de garota que vai pra noite pra curtir, pra dançar, beber, rir, reparar na roupa alheia. Mesmo que muita gente diga que isso não existe, ou que é impossível, eu não saio de casa esperando ficar com alguém, ou conhecer o príncipe encantado. Pelo menos, não mais. Acredito que a vida é feita de fases, e essa fase já passou faz teeempo. Mas isso também não quer dizer que essas coisas não me aconteçam, principalmente a parte do príncipe encantado. *suspira*

Mas sábado o destino resolveu avacalhar comigo. Sério. Eu me arrumei toda linda, me perfumei, me maquiei como uma deeeeeusa ler no ritmo da música e acho que ainda derrubei um pote de mel em mim.

Sabe aquelas noites em que parece que tu ta é desfilando pela pista, atraindo olhares, e não dando conta de decorar os nomes das pessoas que chegam pra falar contigo? É, assim estava minha noite de sábado. Mas eu, como sempre, um pouco antisocial na balada, não tava dando muita bola. Afinal, era a primeira vez que eu e minha prima saímos juntas, não nos víamos ha pelo menos três anos, eu queria mais era curtir com ela.

Mas aí, eis que aparecem os insistentes. E não basta ser apenas um insistente que pega na mão sem pedir licença, que chega com cantadas retiradas do @pedreiroonline ou que chegam, jurando que tão abafando, querendo dançar mais parecendo rãs com câimbras. Ou ainda se chamar Vander___(complete com uma das opções pq eu não tive coragem de perguntar)______

A)     lei
B)      son
C)      nir
D)     elson
E)      ilson
F)      uma opção pior que as anteriores

O insistente tem que estar usando uma regata que só serve pra me fazer acreditar que o rapaz não mora com os pais. Pai nenhum deixaria o filho sair com uma regata dessas:

ondjack ta o pai da criatura? hein?

E a gola V, gente? Sério, essas coisas – assim como as sungas – despertam a minha sinceridade. Clique aqui e veja do que eu estou falando. Bom, vou resumir a cena pra vocês: eu, desfilando andando pela pista quando um insistente me puxa pela mão para perto dos amigos dele. Ele era um insistente bonito, aparentemente simpático – apesar de ter começado mal com o puxão. Mas daí meu povo, eu prestei atenção na roupa dele – e nos músculos que essa roupa deixava em evidência. Só que ele não era um insistente sozinho, ele tava com um bando. E um bando que insistia por ele. pausa para lembrar do amigo moreno alto bonito e sensual , a solução dos meus problemas. Quando um dos amigos, que parecia inconformado por eu não querer ficar com o ‘Bombado da gola V’ me pressionou eu não resisti. E o diálogo foi o seguinte:

– Eu não acredito que tu não quer ficar com meu amigo!

– Meu querido, olha bem pra minha cara. Vê se eu tenho cara de quem vai ficar com um cara que usa uma gola V dessas. *aponta pra gola em questão*

– *puxando a gola do amigo* Mas é canoa, não é V.

Pra que usar uma gola descente quando se tem um amigo pra defender a tua gola V, não é?

Mas o pior estava reservado pro final – da noite e do post. Os PELOS. Serião gentchê, pelos nasceram para serem arrancados/aparados/cortados/pq nascem mesmo? Não é bonito, não é higiênico, não é sexy e muuuuito menos é sinal de virilidade. É FEIO, É NOJENTO, É BROXANTE !

O cara não era bonito, mas até que era legal. Ele não era tããão insistente, mas minha prima resolveu ficar com o amigo dele e ele resolveu que não ia sair da nossa mesa – nem do meu lado. Ok. Até ai, belezura. Se não fosse o fato de que eu sequer conseguia olhar pra ele por muito tempo. Homens, por favor, escolham: gola V OU peito cabeludo. O cara tinha uma filial do Tony Ramos saindo pelo decote!!! ECA!

Tipo isso.

Homens, depilem seus peitos, suas costas, seu ‘cofre’ peludo. Isso não é gay, isso é LINDO! Se você tem medo da cera – e da dor que ela pode e vai causar – use a gilete, o barbeador elétrico, o aparador de grama… mas não saia por ai assim:

Não basta exibir o peitoral né? Tem que sair por aí com a pancinha cabeluda aparecendo. Oh God, why?

Não se importar com os próprios pelinhos é uma coisa, ter orgulho deles já é doença! ¬¬

Eu nunca imaginei que um dia ia dizer isso, mas... ALGUÉM COMPRA UMA GOLA ALTA PRA ESSE GURI!!!

Mas claro, gosto não se discute, só se lamenta. E sempre tem alguém pra gostar do inexplicável. Então se você, homem do peito e todo resto cabeludo, optar por manter-se assim:

NO-JO

Passe looooonge de camisetas como essa:

que delicinha, hein!

E se você, peludo ou pelado, for homem, evite/fique longe/corra na direção contraria/fuja para as colinas de camisetas como essas:

Agora, se você for o Caio lindo Castro , fuja de toda e qualquer camiseta. Assim é beeeeem melhor:

E de bermuda na beira da praia. QUE ORGULHO!

Valeu ai, pessoas! Até a prooooooooxima!

Por Gabi Hanauer

 

 

OBS.: Jamais, eu disse JAMAIS use a depilação para declarar o seu amor:

About Badlemons

Badlemons é um grupo de garotas muito legais. Sério, você precisa mesmo nos conhecer.
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

One Response to Sábado, na balada.

  1. Juliana Kauer says:

    as opções do VANDER matou a pau!
    hahahahaha

    demais!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s